A Corda Polaris CSL é indicada para diversas situações, sendo o trabalho em altura a principal delas. Única corda nacional com a certificação CE, o que garante a sua qualidade.

Outras situações em que a Corda Polaris pode ser utilizada são o rapel e resgate em altura. É uma corda semi-estática, ou seja, possui baixa elasticidade ou alongamento.

Breno Botelho, sócio-diretor da empresa TEI Soluções em Treinamentos, empresa especializada em resgate técnico vertical e atendimentos de emergência em ambientes tecnológicos e outdoor diz utilizar a Corda Polaris nas duas situações.

“A Corda Polaris nos atende bem, tanto na área de resgate técnico vertical quanto de resgate em áreas remotas, por ter uma resistência à abrasão muito boa”, comenta Breno.

“É uma corda de qualidade e baixo custo, além de ser nacional e possuir a certificação CE. Isso mostra a empresa brasileira acompanhando o mercado mundial em questão de qualidade”, completa.

A opinião de alguém com conhecimento técnico, que é instrutor de técnicas verticais durante anos e utiliza a corda CSL é fundamental para entendermos a sua eficácia.

Atividades em altura envolvem risco, por isso é extremamente necessário possui equipamentos adequados e em bom estado.

Para que a sua corda tenha uma boa durabilidade, tenha cuidados básicos:

  • Não guarde a corda embolada ou com nós;
  • Armazene dentro de uma bolsa em local seco e arejado e longe de umidade;
  • Evite deixá-la no chão, principalmente em locais com cascalho e areia;
  • Evite secar sua corda em sol;
  • Não lave sua corda com produtos químicos;
  • E, claro, compre produtos confiáveis em lojas também confiáveis.